compartilhe>

Matéria elaborada pelo Conjur e publicada na quinta-feira(3) aponta que uma ação civil pública pede que o governo do Estado de São Paulo "suspenda edital que prevê a privatização a gestão de presídios paulistas".  De acordo com a reportagem da jornalista Fernanda Valente, "a ACP foi protocolada por diversas entidades na Vara da Fazenda Pública de São Paulo".

O documento é assinado por entidades como o Núcleo Especializado de Situação Carcerária da Defensoria Pública de São Paulo; o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCrim); o Instituto Terra, Trabalho e Cidadania (ITTC); e a Conectas Direitos Humanos.

Todos estão ao lado do SIFUSPESP, do SINDCOP, do SINDASP-SP(Fórum Penitenciário Permanente) e do mandato do deputado estadual Carlos Giannazi(PSOL), que constituem a Frente Parlamentar contra a Privatização do Sistema Prisional.

Ainda conforme relato do texto, "a SAP, segundo a ação, foi questionada em diversas oportunidades, mas afirmou não ter produzido dados sobre a possibilidade de privatizar os presídios. “Parece que a omissão na apresentação de estudos, dados e estatísticas para a alteração na gestão prisional é proposital, uma vez que os argumentos em regra utilizados não se sustentam”, diz a peça."

Leia mais no link: https://www.conjur.com.br/2019-out-03/acao-suspensao-edital-privatizar-presidios-paulistas