A Câmara Municipal de Itirapina aprovou por unanimidade, no dia 12/06, moção de apoio aos agentes de segurança penitenciária(ASPs) da cidade, do Estado e de todo o país por sua luta contra a Reforma da Previdência. O documento reforça que os ASPs estão sendo tratados injustamente por serem submetidos às mudanças previstas na Proposta de Emenda Constitucional(PEC) 287/2016, que estabelece a reforma.

O documento, elaborado pelo vereador e 1º secretário Marcelo Rizzo(PMDB), esclarece que as atividades dos agentes penitenciários são insalubres e possuem alto grau de periculosidade no dia a dia das unidades prisionais. Tais riscos seriam portanto motivos suficientes para justificar que a categoria seja tratada de maneira diferenciada com relação à sua aposentadoria, nos mesmos moldes das demais carreiras policiais.

O município de Itirapina possui duas penitenciárias, com uma população de 2.773 844 detentos nos regimes fechado, semiaberto e na ala de progressão penitenciária, de acordo com dados da Secretaria de Administração Penitenciária(SAP).

Para o presidente do SIFUSPESP, Fábio César Ferreira, o apoio dos vereadores de Itirapina colabora para que os agentes continuem na luta contra a reforma da previdência. “Exigimos a manutenção dos direitos dos trabalhadores da categoria, considerada uma das profissões mais perigosas do mundo pela Organização Mundial de Saúde(OMS). Nossa expectativa de vida média, que é de 45 anos, não é levada em consideração por aqueles que apoiam essa reforma”, pondera Ferreira.