compartilhe>

Por Redação SIFUSPESP

Durante a revista deste domingo (19), policiais penais do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Diadema flagraram uma visitante tentando entrar na unidade com mais de 250 pontos do que seria a droga sintética K-4. 

Os itens, identificados pelo scanner corporal e também pelo trabalho de inteligência dos servidores penitenciários, estavam escondidos sob a barra da calça da mulher.

A mulher foi encaminhada para uma delegacia e registrado o boletim de ocorrência. O laudo deu negativo para a droga, mas a visitante foi suspensa por dois anos do rol de visitas, como determina nestes casos o Artigo 135, da Resolução 196/2015 da Secretaria de Administração Penitenciária.