compartilhe>

 

A direção do SIFUSPESP comunica com profundo pesar o falecimento do médico otorrinolaringologista Carlos Otávio Branco Graminho, que morreu nesta segunda-feira (1), na capital paulista, vítima de coronavírus depois de quase 20 dias de internação no Hospital 9 de de Julho. 

Apesar de aposentado há três anos e de não fazer mais parte do sistema prisional, o médico, mais conhecido como doutor Graminho, atuou, entre outros, no Centro de Detenção Provisório (CDP) II do Belém, na zona leste da capital paulista, e também na Casa de Detenção de São Paulo, no Carandiru, zona norte, com uma atuação memorável para os policiais penais e demais servidores penitenciários. 

Em mensagem lamentando a morte do médico, um de seus colegas destaca: “E pensar que você nos alegrava tanto com a sua presença...um bom amigo, um excelente profissional.  Descanse em paz”.

Aos familiares, parentes e amigos do doutor Carlos Graminho, o SIFUSPESP manifesta condolências.