compartilhe>

Porção de maconha estava na touca da criança. Visita foi presa em flagrante neste sábado(08) e filho encaminhado a outro familiar responsável

 

Policiais penais conseguiram impedir que uma mulher usasse a touca do próprio filho, um bebê, para disfarçar uma porção de maconha que trazia para dentro da Penitenciária Masculina de Piracicaba, no interior paulista O caso aconteceu neste sábado(08).

Ao fazer a revista de rotina nas visitas, as servidoras identificaram a existência da droga e detiveram a mãe da criança em flagrante, a encaminhado à delegacia de polícia mais próxima para que fosse lavrado boletim de ocorrência sobre o caso.

Esse tipo de artifício tem sido utilizado por parte das visitas dos detentos no sistema prisional de São Paulo a fim de enganar a vigilância, que ao seguir todos os procedimentos de segurança à risca, acabaram por fazer a apreensão. A criança foi encaminhada ao poder de outro familiar responsável.

Também em Piracicaba, outra mulher foi detida na unidade por tentar entrar com drogas escondidas nas roupas.

 

É com profundo pesar que o SIFUSPESP lamenta o falecimento do policial penal Rogerio Gandolfi, ocorrido na noite desta sexta-feira(07).

O servidor morreu após um procedimento de cateterismo, feito depois que ele se sentiu mal durante um plantão na unidade onde trabalhava.

Gandolfi já havia atuado como ex-diretor do Centro de Ressocialização(CR) de Marília.

O corpo está sendo velado na sala 7 do velório municipal de Tupã, e o sepultamento acontecerá ainda neste sábado(08), a partir das 17h, no cemitério da cidade.

Vítima de um assalto em que levou três tiros nesta quinta-feira (6), Kleber Clayton Klaus da Silva passou por cirurgia no Hospital Ermelino Matarazzo e precisa urgentemente de doações em qualquer banco de sangue de SP, basta informar o nome do policial penal. O SIFUSPESP conta com a solidariedade da categoria. 

Por Flaviana Serafim

Vítima de três tiros após um assalto nesta quinta-feira (6), o policial penal Kleber Clayton Klaus da Silva, do Centro de Detenção Provisória (CDP) Dr. Calixto Antonio, de São Bernardo do Campo, passou por cirurgia no Hospital Ermelino Matarazzo e precisa com urgência de doação de sangue. 

O SIFUSPESP conta com a solidariedade da categoria fazendo doações em qualquer banco de sangue de São Paulo, bastando informar o nome do policial penal. Um dos locais onde é possível fazer a doação fica na Alameda Rodrigo de Brum nº 1989, na Vila Paranaguá, próximo ao Hospital Ermelino Matarazzo, na zona leste da capital paulista. 

As doações podem ser feitas de 2ª a 6ª feira, das 8h às 12h. É preciso estar alimentado antes de fazer a doação e informar o nome do policial penal ao banco de sangue. 

Durante o assalto, Silva levou dois tiros nas costas e um no rosto, teve seu armamento e motocicleta roubados. O quadro é grave, pois além da face, os tiros atingiram a coluna, pulmão, baço e fígado. 

O policial penal está recebendo apoio da diretoria da unidade e da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Metropolitana de São Paulo (Coremetro).

A moto é uma Honda/CG 150 Titan, placa DZS 6955, de Mauá, na Grande São Paulo.